Horcrux

A escola de magia e bruxaria de seu país!
 
InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seCalendárioConectar-se

Compartilhe | 
 

 ° A Sala de Aula °

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Carmem Torres
Professores
Professores
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 111
Idade : 73
Localização : Memilabanus
Emprego/lazer : Diretora/Literatura clássica
Humor : Calmo e objetivo
Data de inscrição : 25/10/2007

Folha do personagem
PV (Pontos de Vida):
1000/1000  (1000/1000)
PM (Pontos de Magia):
360/360  (360/360)
PH (Pontos de Habilidade):
330/330  (330/330)

MensagemAssunto: ° A Sala de Aula °   Sab 02 Fev 2008, 8:31 pm

Descendo pela escuridão das masmorras, no final do corredor do segundo andar do subsolo, fica a sala de aula de História da Magia. Naturalmente, não seria um local muito visitado, se os alunos não tivessem obrigação de graduarem-se nessa comum matéria.
Uma porta pesada de madeira leva ao interior do ambiente. O ranger das velhas dobradiças indicam a chegada de qualquer visitante à sala antiga. O cheiro de poeira e a aparência dos objetos ali encontrados não convidam os alunos para aulas divertidas ou agradáveis; assim aparenta, pelo menos. Sem janelas, iluminada por poucas tochas, a sala comporta cinquenta alunos, separados por carteiras configuradas em duplas, e inúmeras antiguidades, desde múmias verdadeiras a fotos do início da construção da escola, que tornam o local ainda mais nostálgico e sonolento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://horcrux.forumeiros.com
Carmem Torres
Professores
Professores
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 111
Idade : 73
Localização : Memilabanus
Emprego/lazer : Diretora/Literatura clássica
Humor : Calmo e objetivo
Data de inscrição : 25/10/2007

Folha do personagem
PV (Pontos de Vida):
1000/1000  (1000/1000)
PM (Pontos de Magia):
360/360  (360/360)
PH (Pontos de Habilidade):
330/330  (330/330)

MensagemAssunto: Re: ° A Sala de Aula °   Sab 15 Mar 2008, 11:36 pm


_____________________________________________________________

° Narrração °
° Falas °
° Falas - Outros

° Pensamentos °
° Recordações °

~ OFF ~


“Hm, vejamos...estão faltando os livros, revistas, símbolos, fotos...Ou seja, o que já está comigo? Tantos anos de aulas e ainda me confundo com coisas simples assim.Naquela manhã, a diretora preparava-se para iniciar a primeira aula que lecionaria ao primeiro ano. A ansiedade deveria não mais se tão intensa e irritante, mas era impressionante como isso ainda influenciava no humor de Carmem. Afinal, as primeiras impressões ficam; e ela não queria ser mal-quista pelos novatos de Memilabanus.

Enquanto vestia-se rapidamente, a diretora concluía a organização dos materiais que levaria ao tribunal – espécie de sala de aula onde ocorriam as aulas de História da Magia. Os livros de títulos diversos eram empoeirados, amarelados, grossos, repletos de pequenas letras e figura alguma. As revistas, por outro lado, eram mais atuais e conservadas, plastificadas e com páginas assinaladas. As imagens não se restringiam a apenas fotografias animadas, mas também a esculturas, medalhas, troféus. Carmem separou tudo e guardou, por meio de um feitiço, numa sacola; fechando esta, olhou para trás mais uma vez, convenceu-se de que não estava esquecendo de nada e saiu em direção à sala de aula, segurando uma simples sacola.


~ Mini Flash Back ~

A primeira aula da vida de Carmem estava para a começar. O professor, seu bisavô, de Defesa Contra as Artes das Trevas pedia silêncio para a turma enquanto observava as reações da bisneta pelo canto dos olhos. Quando todos se acalmaram diante do mestre, ele enfim mostrou um animal, antes escondido, dentro de uma gaiola, por um pano. Esverdeado, cheio de escamas, dentes afiados e um hálito desagradável, características que faziam da criatura a mais horrenda do universo...e dispensável...e...e. Tudo ficara escuro....


– Bom-dia!! Muito Prazer, chamo-me Carmem Torres. Sou a professora de História da magia, além de diretora de vocês. Garanto, essa matéria não é tão agradável quanto gostariam, nem tão prática quanto deveria. Contudo, não há como escapar; então, vamos começar!

A diretora descera minutos antes da aula começar e organizara os materiais necessários pelo tribunal. Restringiu-se ao centro e uma pequena parte das arquibancadas, o que facilitou sua aula. Enquanto aguardava os alunos, colocou os óculos mais tradicionais, sentou-se na cadeira destinada a ela, colocou a lista de presença sobre a mesa, e não respondeu um “bom-dia” sequer vindo dos estudantes. Agora, iniciava o clássico discurso de começo de ano. Alguns, aqueles que conversaram com os alunos mais velhos, saberiam dos truques da antiga professora, os outros, certamente seriam pegos de surpresa. Carmem levantou-se após verificar a presença dos pupilos e apontou para as pilhas de livros, revistas, imagens que trouxera.

– Como vocês podem ver, o tédio pode ser lido na aparência desses adoráveis exemplares dos livros da história mágica. A originalidade é observada na pilha de revistas. Mas o que guarda este outro conjunto de objetos? – ela ficaria surpresa caso algum dos novatos respondesse diante da vergonha que passariam se o fizessem, por isso continuou sem dar o tempo necessário para eles. – História! A verdadeira história está dentro do passado desses objetos que pertenceram ao fundador da nossa admirável escola.

Carmem desfizera a feição séria, transformando-na em serena e sutil. Não era o tipo de professora que faria os alunos decorarem as datas, passagens, momentos da história. Isso era ultrapassado demais, o medo e a repressão ficaram para trás. Pensando nisso, a diretora levantou-se da cadeira e sentou-se na mesa – onde gostava de estar durante a aula. Quando observou o silêncio (possível medo) da turma recordou-se de várias passagens de sua vida; e no segundo seguinte retornou à realidade.

– Vamos Começar? – disse sorrindo pela primeira vez – Acredito que poucos aqui conheçam a história dessa escola, o que acredito ser muito importante para todos os integrantes desta. Ou seja, hoje aprenderemos sobre a fundação de Memilabanus e de como chegamos até aqui, ok?

- E não estou disposta a contar tudo para vocês sem que se esforcem! Por isso, quero que se juntem em grupos de três pessoas. Cada grupo terá que escrever num pedaço de pergaminho: os nomes dos integrantes e as perguntas que farão a mim. As perguntas se basearão na descoberta da linha histórica deste local, ou seja, vocês devem bolar perguntas para descobrir como, onde, porque foi fundada Memilabanus e o mais importante: quem! Entenderam?

- Ah sim! Há uma pergunta, que se feita, por qualquer um dos grupos trará um prêmio para essa turma. É surpresa, mas garanto que irão gostar! Unam-se, bolem as perguntas e preparem-se para faze-las para mim e obter respostas.


~ OFF ~ Esclarecendo: A tarefa dessa aula é: PARTICIPAR! O importante é que formem os grupos e façam as perguntas que quiserem, acharem necessárias. A cada post de um aluno, ou grupo, farei o meu, por isso façam um post inicial descrevendo esse pergaminho e quais estudantes constituem cada equipe. Não é necessário que alguém do seu grupo seja um usuário do fórum, você pode inventar personagens fictícios, apenas para constituir o total. Dúvidas, mandem PM! ~ OFF ~
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://horcrux.forumeiros.com
Marie Lupez
1° Ano- Boto
1° Ano- Boto
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 31
Idade : 27
Localização : Andando por aí!
Emprego/lazer : Fotografia.
Humor : Inconstante!
Data de inscrição : 11/01/2008

Folha do personagem
PV (Pontos de Vida):
140/140  (140/140)
PM (Pontos de Magia):
50/50  (50/50)
PH (Pontos de Habilidade):
50/50  (50/50)

MensagemAssunto: Re: ° A Sala de Aula °   Dom 16 Mar 2008, 12:54 pm

Marie reuniu-se com o seu grupo e pegou um pergaminho de dentro de seus livros. O pergaminho era um tanto amarelado, apesar de novo. A coloração preservava o papiro por mais tempo (Segundo seu pai que tinha conhecimentos de química havia lhe informado). E o cheiro lembrava ao de Eucalipto. Era confortante e suave.

Citação :
---Pergaminho---

Equipe 1: Marie Lupez, Marion Lupez e Sigmun Troy.


  • Porque escolheram esse local para a construção da escola?

  • Há segredos envolvendo a construção da escola de que poucos sabem?

  • Quem foi o bruxo mais importante por suas ações feitas na escola?



Após escreverem o nome dos integrantes da equipe e as perguntas que gostariam de fazer, revisaram o pergaminho para ver se não havia erros, ou se essas eram as perguntas que eles queriam fazer realmente.

"Acho que é isso ai".

Marie levantou-se e levou o pergaminho até a mesa da professora. Deixando o sobre a mesa empoeirada, assim como toda a sala era. Então voltou ao seu lugar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://viagemfamiliar.blogspot.com
Headswitch
1° Ano- Curupira
1° Ano- Curupira
avatar

Número de Mensagens : 45
Data de inscrição : 01/03/2008

Folha do personagem
PV (Pontos de Vida):
140/140  (140/140)
PM (Pontos de Magia):
20/20  (20/20)
PH (Pontos de Habilidade):
35/35  (35/35)

MensagemAssunto: Re: ° A Sala de Aula °   Dom 16 Mar 2008, 1:14 pm

Headswitch entra na sala, e olha para a já conhecida professora. Vendo que ela não estava a comprimentar os alunos, Head tentou passar despercebido.
Logo sentou no final da sala, em uma das cadeiras empoeiradas, e logo espirrou com o pó, ele ficou um pouco envergonhado, porém fingiu que nada tivesse acontecido e pegou seu caderno de anotaçoes, deixando-o em cima da mesa.
A professora começa sua aula se apresentando, e desta vez Head sentiu medo de fazer alguma piada com o nome dela, e somente anotou
"Aula de Carmem Torres"
No decorrer de sua aula, a diretora passa uma tarefa em grupos. Logo, Head pensa consigo
* -Aaaah Não! Isso nunca da certo pra mim *

Ele se junta com Kamui outro aluno Sem cabeça.
Logo começam a discutir sobre quais perguntar escreverem...
Head sugere 1: O que significa Memilabanus?
Logo a escrevem, e Kamui sugere a segunda: Por quê foi construída?
E Richard a terceira: Por quê foi feita aqui?
Eles escrevem tudo em um pergaminho, e deixam na mesa de Carmem.
Head aproveita que está na mesa e assina a lista de presença, comprimentando a diretora:
- Olá professora, se lembra de mim? Espero que nossas perguntas estejam de acordo.


Última edição por Headswitch em Dom 16 Mar 2008, 9:02 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kamui Frederich Großfeuer
1° Ano- Sem Cabeça
1° Ano- Sem Cabeça
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 61
Idade : 26
Localização : Achando um meio de encontrá-LO... e de impressionar os outros... ACHTUNG!!
Data de inscrição : 08/02/2008

Folha do personagem
PV (Pontos de Vida):
170/170  (170/170)
PM (Pontos de Magia):
50/50  (50/50)
PH (Pontos de Habilidade):
50/50  (50/50)

MensagemAssunto: Re: ° A Sala de Aula °   Dom 16 Mar 2008, 3:54 pm

A maratona de aulas estava exaustivamente puxada hoje... Meu livros ficavam potencialmente pesados a cada minuto que passava...
Após sair da aula de poções pego meu horáro e corro para chegar a primeira aula de História da Magia. Particularmente eu odeio história, todavia me interesso em saber o motivo das coisas.
Logo após entraar na sala, que não parecia como as outras - isso era uma das coisas que me fascinavam: tudo era diferente no castelo, uma coisa impossível no mundo trouxa - vejo Head, meu primeiro amigo (tirando a Lunacy que para mim eramais que amiga) e sento-me ao lado dele.
Após cumprimentá-lo vije a diretora Carmem, já a conhecia, ms ela pe muito misteriosa e enigmática.
A aula consistirá em uma espécie de tira-dúvidas, como a de adivinhação, porém agora deveriamos formar grupos.
Imediatamente olho para Head que está a meu lado e de relance vejo um menino um pouco menos que eu na carteira atrás de meu copanheiro, chamo-o e ele vêm para se jntar a nós...
Seu nome é Richard Graff, da casa dos Sem-Cabeça.

- Vamos Haed, pegue esse pergminho e escreve as perguntas...


(off- Richard e fictício. Head vai editar o outro post com as perguntas -/off)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carmem Torres
Professores
Professores
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 111
Idade : 73
Localização : Memilabanus
Emprego/lazer : Diretora/Literatura clássica
Humor : Calmo e objetivo
Data de inscrição : 25/10/2007

Folha do personagem
PV (Pontos de Vida):
1000/1000  (1000/1000)
PM (Pontos de Magia):
360/360  (360/360)
PH (Pontos de Habilidade):
330/330  (330/330)

MensagemAssunto: Re: ° A Sala de Aula °   Seg 17 Mar 2008, 9:44 pm


_____________________________________________________________

° Narrração °
° Falas °
° Falas - Outros

° Pensamentos °
° Recordações °

~ OFF ~
_____________________________________________________________

Despois de designada a tarefa, Carmem observou os grupos reunirem-se. Ela olhava atentamente com quem juntavam-se e se já pareciam amigos, ou meros desconhecidos. Aquilo poderia, posteriormente traçar o perfil de cada aluno daquela turma. Era a primeira aula que daria a eles, ou seja, uma experiência primordial com essa matéria. O que, possivelmente, definiria toda a relação destes alunos com esta.

Os grupos dos alunos mais curiosos, ou aplicados (algo difícil de definir com precisão, naquele momento) entregaram logo os pergaminhos com as perguntas. O primeiro fora de alunos boto,
"hm, temos coisas interessantes por aqui, não é mesmo?". Carmem circulou pela sala e retornou a sua mesa aguardando a entrega dos faltantes. Headswitch, estudante curupira, logo aparecera com o pergaminho com o nome dos colegas e o seu e com, curiosamente, três perguntas também interessantes.

- Olá professora, se lembra de mim? Espero que nossas perguntas estejam de acordo.

- Ora ora, Olá Headswitch. Certamente, estou lembrada sim. Obrigada pela participação.

- Atenção, mais cinco minutos para quem ainda não terminou!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://horcrux.forumeiros.com
Laureon
1° Ano- Gralha Azul
1° Ano- Gralha Azul
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 99
Localização : Em qualquer lugar tranquilo aonde se possa pensar.
Data de inscrição : 15/02/2008

Folha do personagem
PV (Pontos de Vida):
160/160  (160/160)
PM (Pontos de Magia):
60/60  (60/60)
PH (Pontos de Habilidade):
45/45  (45/45)

MensagemAssunto: Re: ° A Sala de Aula °   Ter 18 Mar 2008, 5:27 pm

° Narração °
° Fala °
° “Pensamentos” °
° “Recordações” °
° ~OFF~ °


Não querendo se atrasar, Laureon começou a escrever mais rápido. Por que fora se juntar com Elena e Ricardo? Agora sobrara para ele escrever... E por que eles tinham que demorar tanto pensando em perguntas? Laureon já escrevera duas, mas tinha mais duas na cabeça. Escreveu então no pergaminho a sua frente, sem esperar resposta dos outros dois Gralhas e o entregou a professora.

Citação :
1 - Qual o significado da pedra mística na praia?

2 - Porque o símbolo da escola é um pentagrama?

3 - Para que serviram os canhões da escola?

4 - Porque os trouxas não encontram a escola?

“Ufa! Caramba... Que será que ela vai achar das perguntas? Ela como diretora é bem... Misteriosa... Será que ela nos contará a sua história? Acho que não... Já sei... Vou escrever em um pergaminho algumas perguntas sobre os professores e ver se eles me respondem... Seria legal traçar um perfil deles, pelo menos assim eu poderia saber como conversar com eles e como agir em suas aulas... Hehehe...”
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.freewebs.com/graalmg
Carmem Torres
Professores
Professores
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 111
Idade : 73
Localização : Memilabanus
Emprego/lazer : Diretora/Literatura clássica
Humor : Calmo e objetivo
Data de inscrição : 25/10/2007

Folha do personagem
PV (Pontos de Vida):
1000/1000  (1000/1000)
PM (Pontos de Magia):
360/360  (360/360)
PH (Pontos de Habilidade):
330/330  (330/330)

MensagemAssunto: Re: ° A Sala de Aula °   Dom 30 Mar 2008, 7:46 pm


_____________________________________________________________

° Narrração °
° Falas °
° Falas - Outros
° Narração – O Mascote °

° Pensamentos °
° Recordações °

~ OFF ~
_____________________________________________________________

O tempo esgotara-se. As perguntas não foram muitas e nem todos os alunos participaram da atividade. Uma pena, a nota deles formaria-se a partir da participação de cada um. O último aluno a entregar a atividade foi Laureon, um gralha-azul. Ele parecia bem curioso com o assunto e realmente empolgado. Aos outros, Carmem não observara, pois deveria cumprir o horário e encerrar a aula.

A diretora ainda não decidira até o presente momento a ordem que responderia às questões. Mas sabia, exatamente, como iria fazê-lo. De repente, ela colocou os dedos polegar e médio da mão direita dentro da boa e assoviou. Segundos depois desse susto, um unicórnio alado entrou voando por uma das janelas do imenso tribunal.


- Bom...er....desculpem o susto, pessoal. Este é Melliach, o mascote de minha casa. Ele é o meu "ajudante" nessas aulas, ou melhor, meu comediante particular... vocês já entenderão o porquê desta afirmação.

-Vamos começar, então, com as primeiras perguntas. Vou sortear os pergaminhos aqui, espero que dê tempo de respondermos a tudo isso hoje, caso não seja possível. Responderei num artigo, o qual colocarei no quadro de avisos do tribunal, ok?


~ A Narração do assistente – parte 1 ~

A diretora convidara Melliach para ajuda-la nas aulas, desde que ela começou a lecionar em Memilabanus. Nos primeiros anos, o mascote era apenas um assessor, transportando objetos, interrompendo as aulas e coisas assim. Depois de algum tempo, ele comentara com Carmem o ponto de vista dele sobre a matéria. Apesar de tudo, esta era muito pesada e exigia demais dos alunos, sem permitir que eles aprendessem mais, pois não tinham um descanso durante os minutos que passavam dentro da sala de aula. Sendo assim, ambos decidiram que o unicórnio, dali em diante, traria a leveza necessária para História da Magia.

~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~

– Deixe me ver...o grupo das irmãs Lupez e do menino Troy...Vejamos, ora ora – Acenava a diretora com a cabeça enquanto lia as curiosas perguntas – temos boas coisas aqui. Vou colar as três na lousa, assim explico-as juntamente sem precisar retornar a vários temas.

Citação :

Equipe 1: Marie Lupez, Marion Lupez e Sigmun Troy.

· Porque escolheram esse local para a construção da escola?
·
· Há segredos envolvendo a construção da escola de que poucos sabem?
·
· Quem foi o bruxo mais importante por suas ações feitas na escola?

- Augustanus Memilabanus, um europeu, perdeu-se numa viagem e terminou por desembarcar nestas ilhas do Atlântico. Aqui, ele conheceu alguns moradores, índios por assim dizer, muito poucos, que habitavam a região. A fim de ensinar-lhes os conhecimentos que possuía, o fundador de nossa escola criou o que hoje chamamos de a Escola Brasileira de Magia e Bruxaria de Memilabanus. Com o passar dos anos, Memilabanus optou por criar uma proteção envolvendo aquele pequeno arquipélago e evitar a aproximação daqueles que não eram mágicos. Junto de seus primeiros alunos, o prédio fora erguido e cada diretor que por aqui passar, acrescentou algo novo às dependências da escola.

Carmem esperava uma pergunta intrigante como a segunda. Mas não tão cedo, podia afirmar com segurança. Ela apenas sorriu, observou Melliach e o quadro negro. Este estava repleto de matéria, que era automaticamente escrita ali, e uma linha cronológica do tempo. A diretora sentou-se, novamente, sobre sua mesa e continuou a aula.

– Segredos? Suponho que o único segredo vindo dos muros dessa instituição seja a maldição pela qual a escola passara depois que Memilabanus morrera. A cada ano, desde então, todos os diretores que assumiram o cargo do fundador não duraram mais de um ano, um ano e meio. Alguns sofreram acidentes, outros foram trabalhar em outros países, houve até aqueles que simplesmente, desapareceram.

~ A Narração do assistente – Parte 2 ~

Melliach adorava os simples gestos da professora. Eles eram ótimas tiradas para que ele pudesse agir e alegrar um pouco a turma. A diretora iniciara a descrição do começo da escola, enquanto movia-se pela sala, gesticulando, mostrando e apontando. Enquanto isso, o unicórnio encenava o que ela descrevia. Ele andava por trás dela, sempre fazendo estranhas caretas e fazendo os papéis explicados por Carmem. Primeiro, demonstrara a chegada do fundador: ele fazia caretas, afinal estava perdido e encontrava uma população, pequena, diferente. Juntava os livros que tinha e com sua varinha e magia ajudava àquela civilização a construir a escola. E montava bloco a bloco, o primeiro prédio da instituição. De repente, a diretora parara, antes de responder à última pergunta do grupo, e olhara para Melliach. Quase que instantaneamente, ele recolhera-se para uma posição de normalidade, como um a de um cavalo normal.

A diretora sentara-se e ele aproveitou. Apoiara-se sobre as patas traseiras e cruzara as dianteiras, imitando a pose da professora. E quando esta perguntara “Segredos”, fez questão de arregalar os olhos e fazer diversas caretas de surpresa e espanto.


~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~

Carmem cumprimentou o ajudante com um sorriso antes de prosseguir. Alegrava-na muito o comportamento dele, afinal descontração era sempre muito bom. Claro, sem bagunça demais. O próximo pergaminho que recolhera era de um grupo de alunos pererê. Carmem respondera às perguntas, um pouco desatenta, pois estas eram, em parte, semelhantes às da primeira equipe. O seguinte foi a de um conjunto de alunos que a intrigava muito. Este era composto por um aluno curupira e outros dois sem-cabeça. Sem hesitar mais uma vez, a diretora começara a responder.

Citação :
Equipe 7: Headswitch, Richard Graff, Kamui Frederich Großfeuer

O que significa Memilabanus?

Por quê foi feita aqui?

Por quê foi construída?

– Ixi, meninos, vejo que as suas perguntas são também similares a do grupo anterior e que já as respondi em minhas situações anteriores. Espero que esteja tudo okay.

Outras perguntas foram realizadas, poucas eram interessantes ou intrigantes. A maioria tornara-se repetitiva e tanto que Melliach ficara apenas a trotar pela sala, e quando percebia os questionamentos iguais já fazia uma cara de “não foi dessa vez”; mas com os diferenciados retornava a encenação, tudo outra vez. Ora imitando Memilabanus, ora imitando índios e animais. Enfim chegara a vez do último grupo, o qual (incrivelmente) possuía perguntas extremamente diferenciadas. Carmem até animou-se um pouco mais para responde-las visto a diferenciação encontrada.

Citação :
Equipe 12: Gralha-azul: Laureon, Elena e Ricardo.

1 - Qual o significado da pedra mística na praia?

2 - Porque o símbolo da escola é um pentagrama?

3 - Para que serviram os canhões da escola?

4 - Porque os trouxas não encontram a escola?

– Vejamos, O significado da pedra...Ela fora construída na época em que Memilabanus decidira evitar a presença de trouxas por ali. Nela, o poderoso diretor lançou um feitiço capaz de repelit os indesejados e não bruxos. Ou seja, ela emana um poder capaz de proteger toda a escola e também de ajudar na fiscalização de segurança das áreas proibidas. Afinal, mestiços ainda poderiam adentrar a escola sem permissão e trazer consigo outros visitantes. O que, convenhamos, seria terrível. Por isso a extrema proteção, a qual somente alunos, professores e convidados são capazes de quebrar.

- O pentagrama representa a união e ao mesmo tempo separação da escola. As pontas da estrela indicam as casas e como divergem em pontos multilaterais e como concordam com outros. O centro, representado por um pentágono permite a formação de outra estrela, quase idêntica à inicial; representando a continuação do processo de educação, crescimento moral e construção.


~ A Narração do ajudante – Final ~

O trotar do unicórnio ou o bater de suas indicavam o ritmo da aula. Quando esta acalmava, ele ‘’andava’’ levemente; quando parecia uma “cena” de mistério ou algo interessante ele batia as patas de forma diferente. Além de tudo, ele era uma trilha sonora. O Unicórnio percebera a disposição da diretora com as últimas perguntas. Por isso, trotou com rapidez e ameaçou sobrevoar a turma, mas antes que fizesse isso, lembrou que isso poderiam assustar a alguns.

Enquanto Carmem dizia sobre a pedra e o pentagrama ele ficava mostrando esses elementos. Melliach mostrava a direção pela qual os alunos se guiariam para chegar à pedra, dava cambalhotas para chegar a objetos da sala. Por exemplo, símbolos da escola; indicava-os, mostrando as posições de cada casa, conexões e outros. Explicando o que dizia a professora por meio de sinais. Quando enfim, ela parara de falar, o ajudante percebera algo de estranho. Uma pergunta ficara sem resposta. Por isso, ele trotou até onde estava a amiga, que quase recomeçava seu discurso, e bateu-lhe no ombro chamando atenção para o quadro. Ela insistira em não ver o esquecimento, por isso o unicórnio foi até o quadro, e apontou para o questionamento faltante.


~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~ ~~

Carmem avermelhara levemente o rosto marcado pela idade. Era um esquecimento com os alunos. Alguns chamariam de incompetência, outros de descaso; porém ela chama isso de ansiedade. O que, por sinal, ela possuíra demais na infância e que na velhice já diminuíra muito. Bom, o jeito era reassumir a aula e agradecer ao mascote. Um ajudante como este, era difícil de encontrar.

– Opa, quanto à última pergunta desta equipe: não sei ao certo explicar o uso dos canhões. Vou pesquisar melhor e aula que vem responderei sem falta a vocês todos.

- Terminamos por hoje. Hoje, tivemos uma aula mais interativa, contudo em nosso próximo encontro pretendo passar mais matéria. Estudaremos um pouco sobre o símbolo de Memilabanus e trarei um pergaminho para colocar nesta sala com a linha cronológica que fizemos com as perguntas dessa turma. Obrigada a todos pela participação. Até Breve.


A aula terminara e deixara uma dúvida cruel, a qual, por vezes, passara pela mente da diretora, mas em poucas ocasiões ela teve a curiosidade de sana-la. Assim, a professora, empolgada com o início do ano letivo, despediu-se do Unicórnio e encaminhou-se para a biblioteca, onde iniciaria a pesquisa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://horcrux.forumeiros.com
Carmem Torres
Professores
Professores
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 111
Idade : 73
Localização : Memilabanus
Emprego/lazer : Diretora/Literatura clássica
Humor : Calmo e objetivo
Data de inscrição : 25/10/2007

Folha do personagem
PV (Pontos de Vida):
1000/1000  (1000/1000)
PM (Pontos de Magia):
360/360  (360/360)
PH (Pontos de Habilidade):
330/330  (330/330)

MensagemAssunto: Re: ° A Sala de Aula °   Seg 28 Abr 2008, 6:07 pm


_____________________________________________________________

° Narrração °
° Falas °
° Falas - Outros
° Narração – O Mascote °

° Pensamentos °
° Recordações °

~ OFF ~
_____________________________________________________________

~ 2ª Aula de História da Magia - 1° Ano ~

- Bom dia - disse secamente a diretora.

Nada parecia bem naquela manhã. Primeiro a carta, depois Millings e agora uma aula com o primeiro ano começava mau, devio ao mau humor de Carmem. Ela sentia-se mal pela falta de sorriso, mas algo não permitia que fingisse um humor diferente e menos frio e nervoso. A irritação lhe subia à cabeça a cada vez que recordava das palavras que lera vindas de longe.


~ Mini Flash Back ~

" Prezada Carmem,

É de nosso comum interesse a resolução desse mistério. Contudo, não há razão para desespero. Nós já combinamos tudop anteriormente, e sabíamos das consequências. Você terá que enfrentar sozinha essa situação se optar por fazer o que deseja.
Combinamos que não correríamos o risco de perder essa oportunidade. Você nos deu essa idéia e disse que realizá-la era mais importante que qualquer outra coisa.
Se deseja tanto encontrar outra solução, terá que fazer isso por si só.

Atenciosamente,

Victor Elanddo Liddo"

Era inacreditável...Porque ninguém poderia ajudá-la naquela missão? Estava cansada de fazer tudo sozinha, precisava de um amigo; mais do que isso, um GRANDE amigo. Sentia a preocupação e a irritação abatrem-se sobre o seu humor e faziam-na pensar em desistir. Contudo, a aula com o primeiro ano iria começar em poucos minutos e ela não podia faltar com os alunos tão queridos.


Carmem respirou fundo, buscando no ar que entrava em seus pulmões a inspiração necessária para trazer forças para dentro de si. Ela apoiou-se na mesa, abaixou a cabeça e fechou os olhos e pronunciou algumas palavras num tom tão baixo que ninguém a mais de meio metro ouviria o que foi dito. Como as carteiras são afastadas, de onde ela estava, mais de 2 metros, aluno algum pode escutar as preces da diretora."À vocês que perdi no passado, peço proteção..."

- Bom dia, vamos começar? - disse num tom mais parecido ao seu normal. - Individualmente, desenhem num pedaço de pergaminho o tema que eu colocarei no quadro negro. Metade da sala ficará com o primeiro tema. O restante de vocês fará o segundo tema.

Citação :
1º Tema - para os alunos Pererê, Curupira e Sem-cabeça

° Desenhar: Um anjo

2° Tema - para os alunos Boto e Gralha-azul

° Desenhar: A diferença entre a luz e a escuridão

- Podem comçar, vocês têm 15 minutos...



~ OFF - Vocês não precisam necessariamente fazer o desenho. Podem, simplesmente, retirar uma imagem da internet. Contudo, ela deve ser hospedada, de forma que possamos vê-la quando postarem. Essa é a tarefa da aula. Portanto, empenhem-se. - OFF ~
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://horcrux.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: ° A Sala de Aula °   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
° A Sala de Aula °
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Sala de Aula -- Relações Interculturais (Professora Carmilla Valenfell)
» 1º Aula de Script - Colocar um aviso ao iniciar o jogo
» Video Aula #1 Rgss2 script
» Aulas de Pixel Art do Leonardo - Aula 1 - Criação de chars - Cabelo
» #01 Aula Sonoplasta Basico.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Horcrux :: Salas de Aula :: História da Magia-
Ir para: